A DOR QUE MACHUCA É A DOR QUE ENSINA.

POR MAIS QUE CHORES E SOFRAS SEMPRE HAVERÁ UMA SAÍDA.

O TEMPO MUDA AS PESSOAS, MAS AS PESSOAS MUDAM COM O TEMPO.


ELMAR - O CONSELHEIRO CERTO PARA AS HORAS INCERTAS.


15/04/2017

O QUE ME FAZ ACEITAR AS DIFERENÇAS



PARTE 1
O que aceito e entendo. Muitas pessoas confundem espiritualidade com religião ou mesmo como algo misterioso ou alguma ocorrência sobrenatural. Algumas a pensar em Espiritualidade como uma seita e não raro muitos temem serem manipulados. Se deixamos essas concepções equivocadas no passado e tentarmos estudar e entender o que realmente é a espiritualidade, chegaremos a compreender de que não há nada de misterioso ou sobrenatural, e nem mesmo se refere a uma seita qualquer.
A religião faz com que você se curve, a espiritualidade aponta para suas asas. A religião diz que se deve seguir uma ideologia e obedecer a certas regras, do contrário haverá punição. A Espiritualidade permite que você siga o seu coração. O que você sente está certo. Ela diz que você é livre para ser quem realmente é, sem se curvar a qualquer coisa que não entenda. Intimamente que seja certo e bom para si mesmo e para os demais, já que todos somos um.
A religião faz com que você tema, a Espiritualidade te mostra a coragem. A religião lhe diz o que temer e indica as consequências dos seus erros. A espiritualidade torna você consciente das consequências, mas não quer que você se concentre no medo, ela mostra como enfrentar o medo, como mover-se para fazer o que você sente que é correto, apesar de as consequências que poderão advir.
Ela mostra como agir no amor e não no medo, mostra como controlar o medo e usá-lo a serviço do bem. A religião diz o que é a verdade, e a espiritualidade permite que você descubra a sua própria verdade. A religião lhe diz no que se deve acreditar. O que é certo e o que é errado. A espiritualidade permite que você descubra isso por si mesmo e compreenda a suas próprias verdades de maneira criativa e sim original.

PARTE 2
Ela permite que você se conecte ao seu Eu superior e observe e medite, em cada circunstância, no que é correto e verdadeiro, sabedor que a verdade, como um todo, é a mesma para todos os indivíduos.
Ela permite que você visualize a sua verdade com os olhos do seu coração. A religião separa as outras religiões, e a espiritualidade une.
Temos hoje no mundo muitas religiões. Todas apregoam as suas verdades e, para cada uma, a sua visão é a que é a correta. A espiritualidade vê a verdade em todas as religiões e as enxerga de modo unitário, posto que, como já disse, a verdade é a mesma para todos nós, apesar é observada de modo diferente por grupo, em sua singularidade. Concentra-se na qualidade da mensagem divina que eles compartilham e não nas diferenças de detalhes doutrinários
A religião o torna dependente, e a espiritualidade faz com que você seja independente. Somente se você participar ativamente de dado grupo religioso é que você , aos olhos da religião, será havida por religiosa e digna felicidade. A espiritualidade mostra que você não precisa ou não depende de nada para ser feliz. A felicidade existe no íntimo de cada um e somos responsáveis por encontrar essa benesse, não os outros. Esteja onde ou com quem estivermos, a divindade está em nós e é por isso que merecemos sermos felizes.
A religião apregoa punição, a espiritualidade explica o karma. A religião diz que se não obedecer a certas regras seremos castigados. A espiritualidade nos permite compreender que toda a ação tem sua reação e perceber que o castigo de nossas ações será a reação vinda das ações que executamos. E isso independente de nossa crença. A religião faz com que você siga um determinado caminho, já a espiritualidade permite que você crie seu próprio caminho. As religiões se baseiam em histórias sobre Deus ou deuses, mostrando dado caminho para a sua iluminação e dizendo que você deve seguir sim, e deve determinados passos.

PARTE 3
A espiritualidade permite que você siga na sua própria jornada de iluminação e descobrimento da verdade.
Toda a religião veio pela espiritualidade, pela jornada através da qual uma pessoa se tornou Deus.
Os detalhes da história de cada divindade não são tão importantes, apenas narram o caminho que o personagem percorreu.
A mensagem que compartilhada, sim é que é importante. O divino que ressoa harmoniosamente através de cada um de nós. É por isso que cada religião tem uma centelha da verdade. É por isso que aprimoro cada vez mais este sentimento que está dentro de mim cada vez mais forte.
O meu interior, a minha espiritualidade, por isso sim sou espiritualista.


ELMAR